Warning: count(): Parameter must be an array or an object that implements Countable in /var/www/vhosts/adventures/wp-includes/post-template.php on line 284

Dois portugueses criaram em 2013 uma consultora digital no México e agora pretendem replicar o modelo em Portugal e no resto da Europa.

A LITS eBusiness tem atualmente a página web ’em obras’ Pode ler-se apenas uma declaração em inglês: “Não estávamos a gostar do anterior website que o David tinha feito quando iniciamos a companhia, por isso decidimos transformar-nos a nós próprios. O nosso site estará ativo nas próximas semanas.”

A presença da LITS eBusiness na web pode estar momentaneamente estática, mas a verdade é que esta empresa especialista em transformação digital, fundada em 2013 na Cidade do México pelos portugueses David Bernardo e João Alves da Silva, não tem parado de crescer em quatro anos de existência.

Em 2016, a LITS eBusiness faturou acima de €7 milhões e empregava 75 pessoas; este ano espera ultrapassar os €10 milhões e chegar aos 100 Colaboradores. Um crescimento rápido que foi até agora completamente financiado pelos fundadores e pelo negócio gerado.”A LITS é lucrativa desde o primeiro dia, pelo que nunca tivemos necessidade de recorrer a qualquer investimento externo”, diz David Bernardo, sócio gerente da empresa.

Este sucesso resulta em grande parte do facto de a empresa ter conquistado no México uma carteira de clientes onde se incluem grandes multinacionais, como a Amazon ou a Walmart. Seguiu-se a expansão regional, com a abertura em 2016 dos escritórios em Lisboa e em Miami (com o objetivo de cobrir os mercados da América do Norte e América do Sul).

A partir da capital portuguesa, onde conta com cinco pessoas em permanência, a LITS eBusiness já conquistou alguns negócios (por exemplo, no Turismo de Portugal), mas a ideia é acelerar o crescimento no mercado português e entrar noutros países europeus. “Em alguns projetos para clientes portugueses recorremos à equipa do México. Assim otimizamos o nosso brain power, tão difícil de encontrar neste sector, e acabamos por ser mais competitivos a nível de preços, tendo em conta a recente desvalorização do peso mexicano”, diz David Bernardo, a residir atualmente no México, mas que faz visitas regulares a Portugal para dar aulas na Universidade Nova de Lisboa e para acompanhar de perto a expansão do escritório português.